O que é Ejaculação Precoce?

A Ejaculação Precoce acontece quando o homem chega ao orgasmo muito antes do esperado durante a relação sexual. Segundo a Sociedade Internacional de Medicina Sexual, a Ejaculação Precoce corresponde à ejaculação que, sempre ou quase sempre, ocorre entre 1 e 3 minutos após a penetração. Quando se torna algo frequente é necessário buscar ajuda médica.

Trata-se de um problema relativamente comum, estimativas apontam que um em cada três homens apresentam essa condição.

 

Tipos de Ejaculação Precoce

Primária: surge no início da vida sexual do homem, ele aprende a conviver com a impossibilidade de prolongar a relação sexual.

Secundária: surge na vida do homem que antes conseguia manter a relação sexual por um tempo considerado normal.

Situacional: acontece em determinadas situações, por exemplo, com uma parceira específica.

Variável: ocorre ocasionalmente, não é visto como um problema recorrente de Ejaculação Precoce, apenas uma variação no tempo de ejaculação.

Subjetiva: existe um tempo de controle acima de 2 minutos, mas o homem sente-se insatisfeito com a duração da relação sexual.

 

Causas da Ejaculação Precoce

Especialistas acreditam que fatores psicológicos e biológicos são tidos como principais motivos que levam o homem a desenvolver o problema, por exemplo:

Fatores psicológicos: Disfunção Erétil, ansiedade, problemas no relacionamento, pensamentos negativos (medo de falhar) e uso de medicamentos como antidepressivos.

Fatores biológicos: níveis hormonais acima do normal, tireoide, inflamação/infecção na próstata e na uretra, fatores genéticos e danos no sistema nervoso.

 

Quais são os fatores de risco?

São fatores que podem influenciar a ocorrência do problema, como a Disfunção Erétil, pois o medo de falhar faz com que se perca a concentração e controle, levando o homem a ejacular mais rápido e o estresse, que limita a capacidade de concentração e relaxamento. Doenças cardíacas também podem aumentar a ansiedade e dar abertura para o surgimento do problema.