O que é Disfunção Erétil?

A Disfunção Erétil (DE) segundo a OMS (Organização mundial de Saúde) é a incapacidade persistente de conseguir e/ou manter uma ereção suficiente que permita uma relação sexual satisfatória. Trata-se de problema benigno relacionado com aspectos orgânicos e psicológicos da saúde e com impacto significativo na qualidade de vida das pessoas afetadas e de suas famílias.

É mais comum a partir dos 40 anos, mas pode aparecer em qualquer idade. Segundo o maior estudo sobre Disfunção Erétil realizado até o momento, “The Massachisetts Male AgingStusy (IMMAS) vale destacar que 52% dos homens acima de 40 anos apresentam algum grau de Disfunção Erétil, em cerca de 90% dos casos a origem é orgânica e apenas 10% dos homens com Disfunção Erétil procuram ajuda médica.

 

Causas da Disfunção Erétil

A ereção é um processo neuro vascular, que inclui o processo de excitação, vasodilatação das artérias cavernosas, o estado do próprio corpo cavernoso e o funcionamento do sistema venoso.

A Disfunção Erétil pode ser de causa orgânica, quando algum fator influencia a resposta biológica do organismo ao estímulo para a ereção ou de causa psicológica, geralmente o nervosismo e a ansiedade gerados pelo medo de fracassar.

A Disfunção Erétil de origem orgânica representa cerca de 90% dos casos, enquanto 10% são de origem psicológicas.

 

Tratamentos da Disfunção Erétil

Atualmente ambos os tipos da Disfunção Erétil têm tratamento médico que incluem desde terapia para os casos de Disfunção Erétil psicológica até medicamentos de administração via oral, injetável e ondas acústicas de baixa intensidade para os casos de Disfunção Erétil de origem orgânica.

O que vale ressaltar é que é de suma importância o acompanhamento médico especializado para verificar qual o tratamento adequado para o seu caso.

 

Prevenção da Disfunção Erétil

Como vimos anteriormente, a Disfunção Erétil pode ser causada por problemas orgânicos e psicológicos, portanto, é importante sempre manter um estilo de vida saudável, o controle do peso, não fumar, evitar bebidas alcoólicas e evitar o estresse constante.